Bolsonaro chora ao lembrar de facada, em culto evangélico no Planalto

Redação Brasil
Read Time2 Minute, 2 Second

Bolsonaro chorou durante culto evangélico em salão no Palácio do Planalto© Sérgio Lima/Poder360 Bolsonaro chorou durante culto evangélico em salão no Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta 3ª feira (17.dez.2019) de 1 culto evangélico de Ação de Graças no Palácio do Planalto. Diante de 1 salão lotado de autoridades e fiéis, o presidente chorou ao lembrar sobre o ataque a faca sofrido em Juiz de Fora (MG), durante a campanha eleitoral de 2018.

“Desculpem-me. Poucos têm uma segunda vida”, disse o presidente ao explicar o choro.

“Glória a Deus! Aleluia!”, respondeu o público em gritos dessincronizados.

O presidente continuou: “Obrigado a Deus por essa 2ª vida. Entendo também que, pelas mãos de vocês, hoje sou o chefe do Executivo. Posso ser o chefe do Poder mais importante da República, mas o homem do Brasil é Deus”.

Bolsonaro afirmou que depois do atentado, “só pedia que Deus não deixasse órfã a filha de 7 anos”. “O resto, com amigos e com brasileiros de verdade, nós superaríamos os obstáculos”, acrescentou.

“É motivo de honra e de orgulho e de satisfação vê-los publicamente aceitando Jesus nesta Casa”, prosseguiu, sendo interrompido pelos aplausos.

Ao conseguir continuar, falou: “Nessa casa que estava carente da sua palavra. O Brasil mudou.”

“Aleluia!”, respondeu o público, em uníssono.

O presidente Jair Bolsonaro participa de culto evangélico no Palácio do Planalto© Sérgio Lima/Poder360 O presidente Jair Bolsonaro participa de culto evangélico no Palácio do Planalto

O culto

O presidente da República foi o último a falar no evento realizado em salão no 2º andar do Palácio do Planalto. “Temos aqui mais de 600 pastores no centro do Poder”, disse o pastor Fontenelle em seu discurso. “O inferno está sendo abalado”, acrescentou.

Damares Alves corrigiu o pastor ao ser anunciada como ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos. “Não é ministra, não. É pastora canelinha de fogo”, afirmou. A plateia reagiu com gritos de “Aleluia” e “glória a Deus”.

Damares prosseguiu. Mencionou a queda do número de homicídios neste ano e falou que “o milagre está só começando”.

Em seguida, quem tomou a palavra foi o bispo Renato Cardoso, da Igreja Universal do Reino de Deus. Citou João 8:32. “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” É o trecho bíblico que o presidente costuma repetir .

De acordo com Cardoso, “a verdade é uma só”: Deus. “O problema”, disse ele, “é que cada 1 tem a sua verdade” –as opiniões. O bispo defendeu que as opiniões sejam “colocadas de lado” para que se chegue à “verdadeira verdade”.

0 0

About Post Author

Redação Brasil

Jornalista - MTB -0077859/SP
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

“O carro é o novo cigarro?”. O tema da redação da Unesp 2020

A segunda fase do vestibular 2020 da Unesp terminou nesta segunda-feira (16). Os candidatos tiveram que encarar 12 questões de Linguagens e Códigos (Língua Portuguesa e Literatura, Língua Inglesa, Educação Física e Arte) e a Redação. A proposta do texto foi “bastante interessante”, segundo Antunes Rafael dos Santos, diretor-pedagógico da Oficina […]

Subscribe US Now