Os Sentidos da Vida – GRAÇA MACHEL

Redação Brasil

A melhoria da nossa condição humana depende do esforço individual e do esforço coletivo

Read Time2 Minute, 1 Second

Cabe à nossa geração, em especial aos mais novos do que eu, redefinir a nova causa comum: dignificar a vida humana.

Precisamos reconhecer a dignidade de todo e qualquer ser humano. Esse é o principal sentido da vida e está ao alcance de todos nós.

Naturalmente, sempre há coisas que ficam por fazer, ou que fazemos e sentimos que são imperfeitas. Mas, eu penso que, em cada dia, o melhor é o quanto cada um de nós pode sentir que fez o melhor que podia fazer naquele momento.

Pode identificar outras formas de fazer melhor no futuro, mas naquele exato momento, este é o melhor que podia fazer.

Eu creio que é essa beleza interior que estou a falar, e insisto nisso porque eu penso que está ao alcance de todos nós. Não precisa esperar por ninguém para ter a oportunidade de fazer o melhor que pode.

Eu creio que a melhoria da nossa condição humana depende do esforço individual e do esforço coletivo, porque depois definimos as pessoas com quem nos identificamos mais nestes valores, ampliamos o espaço e sentimos que somos centenas, somos milhões que lutam pela melhoria da condição e dignidade humana.

Graça Machel

Política e ativista moçambicana

Em territórios pobres e carentes de investimentos e de direitos humanos, Graça Machel defende ações pela educação das crianças e pelo empreendedorismo de mulheres. Viúva de Nelson Mandela, Machel se espelha na própria trajetória para mudar outras vidas no continente africano.

Considerada uma das mais importantes ativistas africanas, foi professora e lutou com a Frente de Libertação de Moçambique – Frelimo durante a Luta Armada da Libertação Nacional. Em 1976, casou-se com Samora Machel e se tornou a primeira-dama do país, atuando como ministra da Educação e Cultura no governo moçambicano por 14 anos.

Após a morte do marido, em 1986, seguiu com a atividade política e, em 1990, foi nomeada pela Organização das Nações Unidas para o Estudo do Impacto dos Conflitos Armados na Infância. Por este trabalho, recebeu em 1995 a Medalha Nansen da ONU. Entre as suas condecorações estão o Prêmio Kora Lifetime Achievement, o World Prize for Integrated Development e a WHO Gold Medal, mais alta honraria da Organização Mundial de Saúde.

Defensora da valorização das comunidades, em 2010, fundou a Graça Machel Trust, organização que auxilia mulheres empreendedoras no continente africano. Também integra o The Elders, grupo que reúne grandes líderes globais.

Fonte: Fronteiras do Pensamento

0 0

About Post Author

Redação Brasil

Jornalista - MTB -0077859/SP
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Bolsonaro quer mudar livros didáticos por terem ‘muita coisa escrita’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta sexta-feira, 03, que quer mudar os livros didáticos no Brasil, por considerar que eles têm “muita coisa escrita” e que é preciso “suavizar”. © Agência Brasil/José Cruz Bolsonaro quer mudar livros didáticos por terem ‘muita coisa escrita’ “Tem livros que vamos ser obrigados […]

Subscribe US Now